GIFME

Grupo de Interesse em Fisioterapia Músculo-Esquelética

Prioridades de Investigação

em Fisioterapia Músculo-Esquelética

2019

O GIFME, em parceria com o Mestrado em Fisioterapia da Escola Superior de Saúde do Instituto Politécnico de Setúbal, desenvolveu um estudo de investigação que visou identificar as prioridades de investigação em Fisioterapia em condições músculo-esqueléticas em Portugal.

 

Este projeto teve por base as seguintes premissas:
     a)    Necessidade de articular a produção científica com os problemas de saúde das populações e com as aspirações da profissão;
     b)    Criar uma visão estratégica e coordenada entre instituições acerca da investigação a desenvolver;
     c)    Necessidade de integrar e motivar os fisioterapeutas para a colaboração em projetos de investigação.


Para além da participação individual de mais de uma centena de Fisioterapeutas, este estudo contou ainda com o contributo de 5 escolas superiores com formação graduada e pós-graduada em Fisioterapia. Através de um processo de consenso nacional foram identificados 10 temas de investigação considerados prioritários.

PRIORIDADES GIFME POSTER V2.jpg
  1. Efetividade das intervenções de Fisioterapia na prevenção de dor / lesões / condições músculo-esqueléticas;

  2. Efetividade das intervenções de Fisioterapia em condições e sintomas músculo-esqueléticos;

  3. Mecanismos de ação que justificam os efeitos das intervenções de Fisioterapia (Terapia Manual; Exercício);

  4. Efetividade das intervenções / estratégias de promoção da adesão à intervenção e autogestão da condição músculo-esquelética;

  5. Satisfação dos utentes com a Fisioterapia / intervenções recomendadas;

  6. Efeitos fisiológicos (sistema nervoso; marcadores fisiológicos) das intervenções de Fisioterapia (Terapia Manual; Educação; Exercício);

  7. Identificação e avaliação de fatores de risco para condições / lesões músculo-esqueléticas;

  8. Custo-efetividade das várias modalidades de Fisioterapia, Fisioterapia vs outras intervenções e diferentes modelos de resposta;

  9. Utilização na prática clínica da Prática informada pela Evidência (barreiras; adesão; resultados de estratégias de implementação);

  10. Definição de parâmetros / doses para otimização dos efeitos das intervenções.

O GIFME considera agora essencial a divulgação destes mesmos temas entre Fisioterapeutas, investigadores e escolas de Fisioterapia pelo que se encontra totalmente disponível para apresentar e disseminar os resultados deste estudo.

Setembro de 2019
GIFME

REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA:

Lúcia Gomes, Diogo Pires, Eduardo B. Cruz. Prioridades de Investigação em Fisioterapia Músculo-Esquelética em Portugal utilizando o método modificado de Delphi, 2018. Dissertação de Mestrado (Fisioterapia) – Instituto Politécnico de Setúbal. 
Aceda em: https://comum.rcaap.pt/handle/10400.26/25577

RESUMO 


INTRODUÇÃO E OBJETIVOS: Nos últimos anos tem existido uma crescente ênfase na necessidade dos profissionais realizarem a sua prática informada pela evidência (PIE) científica. De forma a promover a PIE, a integração das questões e necessidades da prática clínica nas prioridades da investigação científica têm sido recomendadas. O objetivo principal deste estudo foi identificar as prioridades de investigação em fisioterapia na área da músculo-esquelética em Portugal. 
METODOLOGIA: Foi utilizado o método modificado de Delphi para a identificação das prioridades de investigação através do consenso nacional. Foram convidados 360 potenciais participantes, divididos por cinco painéis: experts, docentes, educadores clínicos e mestres em fisioterapia músculo-esquelética, e indivíduos com uma condição clínica na mesma área Na ronda 1 foi pedido que fossem identificadas entre 3-5 prioridades de investigação, e após análise de conteúdo foram identificados os temas. Na ronda 2 e 3 foi pedido aos participantes que graduassem a importância dos temas numa escala de Likert de 1-5. O grau de consenso foi obtido com a média≥ 4, mediana≥ 4, coeficiente de variação≤ 30%, e ≥ 80% de consenso. Foi utilizado o coeficiente de concordância de Kendall para avaliar o consenso. 
RESULTADOS: A percentagem de resposta nas três rondas variou entre 28,8- 32,7%. Na ronda 1 (n=116) foram identificados os tópicos de investigação, que após a análise de conteúdo foram categorizados em 21 temas. Na ronda 2 identificaram-se 18 temas como sendo os mais importantes, tendo reduzido para 10 a ronda 3. O coeficiente de concordância de Kendall foi de 0,100 e 0,112 na ronda 2 e 3, respetivamente. 
CONCLUSÕES: A partir de um processo de consenso nacional envolvendo fisioterapeutas de condições músculo-esqueléticas e utentes com estas condições foram identificados e graduados temas de investigação em fisioterapia. Os temas de investigação identificados representam áreas em evolução de importância para a fisioterapia músculo-esquelética maximizando o foco no desenvolvimento da base de evidências. 
PALAVRAS-CHAVE: Prioridades de Investigação; Fisioterapia Músculo-Esquelética; Método Modificado de Delphi 

© 2021 por GIFME

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now